Monalysa diz que continuou sofrendo preconceito após Miss Brasil

Às vésperas do Miss Brasil, que acontece sábado (27), no Riocentro, na Zona Oeste do Rio, a atual dona da coroa está em clima de despedida. “Investi o pouco que eu tinha nesse concurso, mas hoje vejo que valeu a pena. Consegui comprar meu carro e mando sempre dinheiro para ajudar minha família. Hoje consigo me sustentar”, diz a piauiense Monalysa Alcântara, de 19 anos, eleita com um discurso, que ficou famoso, de empoderamento e pelo fim do preconceito.

O saldo do reinado foi mais que positivo, embora mesmo com o título de Miss ela tenha continuado a ser vítima de ataques.

“Já disseram coisas absurdas na minha frente, preconceito disfarçado de opinião. Pelo fato de eu ser negra e nordestina. Mas nunca baixei a cabeça”, lembra ela, que continuará trabalhando como modelo e planeja casamento com o fotógrafo Emidio Fernandes para 2020: "Chamei gente da minha equipe de Miss para ser padrinhos".

Com informações do Jornal Extra
© 2013-2021 Diário de Caraíbas - Todos os direitos reservados.