Suspeito de divulgar fotos do corpo de Marília Mendonça é preso

G1 - Foi preso nesta segunda-feira (17), no Distrito Federal,  o suspeito de divulgar fotos dos corpos de Marília Mendonça, Cristiano Araújo e Gabriel Diniz. De acordo com a Polícia Civil, um jovem de 22 anos usou rede social para espalhar as imagens dos artistas.

As investigações apontam que as imagens foram obtidas de forma ilegal e distribuídas de forma indiscriminada na internet. A prisão foi realizada pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), durante operação para reprimir crimes praticados na internet. O nome do suspeito não foi divulgado.

A ação faz parte de uma investigação realizada pela Operação Fenrir que visa identificar administradores de perfis em redes sociais que divulgaram e compartilharam fotos e vídeos do corpo de artistas feitas para o laudo pericial no Instituto de Medicina Legal (IML). Segundo a Polícia Civil, o suspeito confessou o crime e, agora, fica à disposição da Justiça, aguardando audiência de custódia.

No Brasil, a pena para quem pratica o crime de vilipêndio de cadáver pode ser de detenção de 1 a 3 anos e pagamento de multa, conforme previsto no art. 212 do Código Penal.

Notícias relacionadas