Piauí registra quatro mortes por afogamento em uma semana

Meio Norte - Quatro pessoas morreram afogadas em rios e barragens do Piauí nos últimos sete dias, segundo dados das unidades do Corpo de Bombeiros no estado. As ocorrências foram registradas nas cidades de Buriti dos Montes, Boa Hora, Piracuruca e Piripiri.

Em um dos casos, um homem identificado como Francisco Lucas da Silva, de 60 anos, se afogou ao tentar atravessar o Rio Poti, no município de Buriti dos Montes, região Norte do Piauí, na sexta-feira (7). O corpo só foi encontrado no último domingo (9). Outro caso envolve um jovem de 18 anos, identificado como Pedro Thiago, que se divertia com amigos no Rio dos Matos, no município de Piripiri, no domingo (9), quando pulou na água e se afogou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o quantitativo é elevado e as ocorrências decorrem do período chuvoso e do feriado de Semana Santa, que levou um grande número de pessoas a buscar açudes e rios. As chuvas que atravessam o Piauí desde o início do mês de março devem seguir até o fim do mês de abril, conforme projeções do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), e servem de alerta para a população ribeirinha e turistas.

O assessor técnico da Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec), Werton Costa, afirma que as precipitações registradas nesta época oferecem riscos à vida. "Todo período chuvoso comporta algumas situações adversas, ou seja, potencializa os riscos. Sabemos que quando as chuvas caem, elas vão potencializar os volumes de água de córregos, riachos, rios, lagoas, mas também de áreas que são usadas preferencialmente para lazer, como barragens e cachoeiras. Durante o período chuvoso, essas áreas tornam-se bastante perigosas", disse.

Werton ressalta que a Defesa Civil do Piauí não recomenda mergulhos em locais desconhecidos e que visitantes devem buscar informações sobre a segurança de cachoeiras e rios antes de frequentar pontos com água. "Ao visitar essas áreas, devemos ter conhecimento pleno do território, andar acompanhado de guias e não fazer ingestão de bebidas alcoólicas. Além disso, durante a aproximação de temporal, é fundamental que você tenha conhecimento pleno dos riscos e evite andar por essas áreas durante as chuvas fortes", contou.

Por Ananda Soares do MeioNorte.com

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.