Ex-sócio é preso suspeito de mandar matar empresário em Barras

O suspeito de ser mandante do assassinato do empresário Gérson Costa Freitas, em Barras, foi preso nesta segunda-feira (17). O empresário do grupo Santa Luzia foi morto a tiros no dia 23 de março, no rodoanel de Barras.

De acordo com informações da Polícia Civil do Piauí, o suspeito foi sócio da vítima e estava devendo dinheiro a ele. Ainda segundo a polícia, essa dívida teria motivado o crime.

O homem, que não teve o nome divulgado, foi preso na capital piauiense, Teresina. Com ele, foi apreendido um carro, que deve passar por uma análise da Polícia Técnico Científica.

O suspeito de ter executado o crime continua foragido, ele foi identificado como Marcus Vinícius do Nascimento Cardoso, natural de Presidente Dutra, no Maranhão. A Polícia Civil divulgou uma foto do suspeito.

Relembre o caso

O empresário Gerson Costa Freitas, proprietário do Grupo Santa Luzia, foi encontrado morto por volta das 10 horas da manhã do dia 19 de março, no rodoanel da cidade de Barras, na região Norte do Piauí. Ele atuava no ramo de combustíveis e farmácia.

A Polícia Militar confirmou que a perícia da Polícia Civil encontrou um ferimento ocasionado por disparo de arma de fogo no corpo do empresário.

Informações dão conta que o empresário teria recebido uma ligação telefônica momentos antes de ser morto, o que o deixou muito nervoso e irritado. O celular da vítima foi encontrado junto ao corpo.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.