UFPI obtém aprovação para oferecer curso de Psicologia em Teresina

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) recebeu nesta segunda (25) a aprovação para oferecer o novo curso de Bacharelado em Psicologia, no Campus Ministro Petrônio Portella, em Teresina. A expectativa é que em 2023 a Universidade receba ingresso dos primeiros alunos selecionados via SISU. Serão ofertadas 40 vagas por período letivo. O curso é vinculado ao Centro de Ciências da Educação (CCE).

A aprovação se dá após visita técnica, dias 18 e 19 de abril, de avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A avaliação atribuiu ao novo curso de Psicologia conceito 4,21 em uma escala que vai até 5. Para obtenção do conceito, foram considerados organização didático-pedagógica, corpo docente e infraestrutura. A Universidade aguarda para os próximos dias o anúncio oficial da aprovação no Diário Oficial da União. 

"O curso de Psicologia na UFPI em Teresina foi muito bem avaliado. É um sonho que estamos tornando realidade. " enfatiza o Reitor Gildásio Guedes. "Será um salto na formação de profissionais nessa área que antes contavam com apenas uma instituição pública a oferecer a graduação em Psicologia na capital", completa.

Segundo a pesquisadora Institucional junto ao MEC e Coordenadora de Avaliação e Estatística da UFPI, Edna Magalhães, após a fase de autorização o curso será avaliado novamente na etapa de reconhecimento. “Nós vamos trabalhar para ampliar a nossa capacidade de oferta, ter uma estrutura de qualidade para na época do reconhecimento estarmos funcionando plenamente. É uma conquista para a sociedade piauiense”, explicou. 

O corpo docente é formado por 19 professores, sendo 18 doutores e 1 mestre. A excelência da equipe justifica a nota 5 no quesito corpo docente na avaliação do INEP. Posteriormente, o quadro de professores será ampliado, com a abertura de novos concursos. "Estão assegurados os códigos de vaga para professores e garantidas as condições para abertura e funcionamento do curso" declara o Pró-Reitor de Planejamento, Luis Carlos Sales. "A proposta de criação do curso é uma das metas cumpridas da gestão do Reitor Gildásio", complementa.

A elaboração da proposta do curso de Psicologia foi realizada por professores psicólogos do CCE e de outros Centros. A aprovação em tempo recorde levou menos de 1 ano, devido à tramitação acelerada nas instâncias internas da Universidade. O processo contou com assessoria técnica da Pró-Reitoria de Graduação (PREG). "A Instituição vai se esforçar para oferecer o curso à comunidade o mais breve possível, mas acreditamos que as vagas estarão abertas para ingresso no semestre 2023.1", antecipa a Pró-Reitora de Graduação, Profa. Ana Beatriz Gomes.

Com duração de 5 anos, a graduação em Psicologia já dispõe de coordenação e salas de aula para os 2 primeiros anos. Em breve será implementado o projeto de arquitetura do Serviço Escola de Psicologia, necessário para os alunos promoverem dinâmicas práticas e estágios. "A sociedade ganha um profissional que poderá atuar em distintos contextos. O curso vai permitir ao aluno escolher em duas ênfases: a psicologia e processos clínicos ou psicologia e processos educacionais", explica a Coordenadora do Curso, Profa. Ana Raquel de Oliveira.

O curso vinculado ao CCE desenvolverá atividades de laboratório em parceria com o Centro de Ciências da Saúde (CCS). "Estamos todos muito felizes com o resultado da avaliação in locus da equipe do INEP. Esse resultado reflete o esforço coletivo da equipe de docentes do CCE que, com o apoio da gestão superior, desde o ano passado, vem trabalhando incansavelmente no sentido de construir as condições para aprovação do curso.", avalia a diretora do CCE, Eliana Alencar.

*A10mais.com

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.