[Latest News][6]

3 anos
30 anos da Capela de São Miguel Arcanjo
5 anos
Agenda Cultural
Agenda de Shows
Anúncios
Arnaldo Francisco
Artigos
Assunção do Piauí
Barras
Batalha
Batalha 160 anos
BBB19
Beleza
Bem Estar
Boa Hora
Bom Jesus
Brasil
Brasileira
Buriti dos Lopes
Cada Falso
Campanha “Eu amo Batalha”
Campanhas
Campo Maior
Caraíbas
Carnaval 2018
Carnaval 2019
Casa e Decoração
Ceará
Charge
Cidade
Cidades
Cocal
Coisas da nossa terra
Colaboradores
Concursos
Copa 2014
Copa 2018
Copa 2022
Crônicas
Cultura
Curiosidades
Da Redação
Destaque
Editoria de Cidades
Educação
Eleições 2014
Eleições 2016
Eleições 2018
Em Foco
Enem 2014
Enem 2015
Enem 2016
Enem 2017
Enem 2018
Entretenimento
Espaço Livre
Especial
Esperantina
Esporte
Esporte Campeão
Estilo de Vida
Eventos e Festas
Evite queimadas
Fake News
Fatos Curiosos
Festa de SMA
Festa do Bode 2017
Festejo de São Miguel Arcanjo
Floriano
Fotos
Galeria de Fotos
Gente
Gente e TV
Geral
Imagens
Invista Fácil
javascript:void(0);
José de Freitas
Lagoa de São Francisco
Luzilândia
Marinheiro
Melhores do Ano 2018
Morro do Chapéu
Mundo
Na Lente
Natal do Diário 2016
Natal do Diário 2017
Notícias
Notícias da TV
Notícias regionais
Novidades
Olimpíada Rio 2016
Operação Lava Jato
Parnaíba
Pe. Leonardo Sales
Pedro II
Piauí
Picos
Piracuruca
Piripiri
Plantão
Polícia
Política
Pontos Turísticos
Programa 15 Minutos
Redação nota 1000
Retrospectiva 2017
Revista Diário de Caraíbas
saúde
Semana Santa
Solidariedade
techNews
Tecnologia e Games
Teresina
Textos da Vivi Antunes
Timon-MA
travel
Últimas
Urgente
Variadas
Vídeos
VlogdoArnaldo
Você Repórter
Web Rádio
Web Rádio Caraíbas
z

No Rio de Janeiro, torcedores culpam juiz e apagão de Neymar pelo empate

O empate em 1 a 1 com a Suíça saiu com um gosto amargo para muitos brasileiros. No Rio, dois locais concentraram torcedores, a Praça Mauá, no centro, e o Alzirão, tradicional espaço de torcida nos jogos da seleção, na Tijuca, zona norte. Olhando o jogo em telões de alta resolução e com sistema de som de alta definição, a impressão era quase de se estar dentro de campo.

Após um primeiro tempo em que os rostos transmitiam alegria pela vitória parcial, com um Brasil dominante, o que se viu depois foram torcedores angustiados desde o início do segundo tempo, com o gol de empate da Suíça.

Ao final do jogo, o público escolheu dois responsáveis pelo empate: o juiz mexicano Cesar Ramos e o atacante Neymar, que pouco apareceu e deixou muito a desejar, proporcionalmente à expectativa que se tinha em cima dele, considerado pelo próprio técnico Tite como um dos “top três” do mundo, ao lado de Cristiano Ronaldo e de Lionel Messi.

“Não era o resultado que eu esperava. Achava que o Brasil ia ganhar. Acho que temos de nos recuperar no próximo jogo, porque este foi ruim. Neymar não apareceu. Não joga nada na seleção. Estava de salto alto”, protestou o funcionário público Marco Aurélio Pacheco, à saída do Alzirão.

Outros resolveram descontar no árbitro o mau desempenho brasileiro. “O juiz roubou para caramba. O árbitro de vídeo não serviu de nada. O juiz influenciou no resultado. Falta no lance do gol suíço e pênalti para o Brasil ele não deu. Neymar estava um pouco apagado, segurando muito a bola. Vamos ver no segundo jogo”, analisou Alan de Almeida Basílio, que trabalha com educação física.

“Eu esperava 2 a 1. Mas a Suíça foi muito forte. Achei o Brasil um pouco tímido, pelo futebol que vem apresentando. Tinha que ter vindo mais para cima”, disse Jéferson José Cabral, que trabalha no setor financeiro. “Eu esperava mais na estreia. A gente vai passar de fase, porque o grupo é fraco. Já o Neymar é muito estilo. Melhor é ele vir com a cabeça raspada e jogar um futebol melhor. Ele pensa muito na imagem. Se ele jogar bonito, vai aparecer mais do que o penteado”, cobrou Flávio Sampaio Sanchez, que também trabalha no setor financeiro.

O resultado foi tão decepcionante para alguns torcedores, que até a classificação para a próxima fase parece ameaçada. “Achei no início um jogo bom. O Brasil estava com a posse de bola, mas depois deu uma relaxada e se desestabilizou, ficou nervoso e desandou. Neymar não conseguiu mostrar jogo. Ele apanhou muito e não teve oportunidade de botar a bola para jogo. Eu não acredito que o Brasil vai passar de fase”, previu Andrezza de Souza Piccoli, funcionária pública.

Ela veio assistir ao jogo no Alzirão na companhia do amigo João Paulo Sabino de Morais, que mora no Recife. “O Brasil começou bem, estava dando muita pressão, mas relaxou e deixou a Suíça chegar. Este empate não teve cara de derrota, mas de vitória. O Brasil teve muita chance de gol, principalmente da metade para o final, e poderia ter saído vários gols. Foi mais uma questão de azar”, analisou João Paulo, que trabalha como desenvolvedor de software. Ao contrário da amiga Andrezza, ele diz ter certeza de que o Brasil vai participar da próxima fase.

VLADIMIR PLATONOW
RIO DE JANEIRO, RJ (AGÊNCIA BRASIL)

About Author Mohamed Abu 'l-Gharaniq

when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book. It has survived not only five centuries.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search