[ListLayout]
×

Em Batalha dois homens são presos por desobediência e infração a Lei Maria da Penha

Dois homens acusados de violência doméstica contra as companheiras foram presos preventivamente na última terça-feira (21), em Batalha, após descumprirem as chamadas medidas protetivas de urgência, previstas na Lei Maria da Penha.

Em razão disso a Polícia Civil representou, perante o Poder Judiciário, pela decretação da prisão preventiva dos agressores Antonio Francisco Sousa e Antonio Davi, que foi prontamente atendida pelo Poder Judiciário. Um dos acusados responde por lesão corporal e o outro por cárcere privado.

Os crimes foram praticados neste mês de novembro, após a decretação das medidas protetivas de urgência. A prisão preventiva não tem prazo determinado.

De acordo com o delegado Dennis Sampaio, os crimes contra a mulher estão entre os crimes mais comuns na cidade de Batalha, mas a grande maioria dos agressores respeita a ordem judicial de afastamento das vítimas. “Estes dois casos foram exceção e por conta disso tiveram as prisões requeridas pela polícia”, explica o delegado.

Os dois acusados foram encaminhados para a Penitenciaria Regional Luis Gonzaga Rebelo, na cidade de Esperantina, onde ficarão à disposição da Justiça.

Fonte: Folha de Batalha

Comentários