Por 4 votos a 3, TSE rejeita cassação da chapa Dilma-Temer

Em julgamento histórico, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na noite desta sexta-feira (09), pela rejeição da ação que julga a campanha vitoriosa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), eleitos em 2014.
A maioria dos ministros considerou que não houve lesão ao equilíbrio da disputa e, com isso, livrou Temer da perda do atual mandato e Dilma da inlegibilidade por 8 anos. O voto que desempatou o julgamento foi o do ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, o último a se manifestar.

Votaram à favor: Os Ministros Herman Benjamim (relator), Luiz Fux e Rosa Weber.

Votaram contra: Os ministros Napoleão Nunes Maia, Admar Gonzaga e Tarcisio Vieira de Carvalho.

Voto de minerva: Ministro Gilmar Mendes – Votou pela rejeição da cassação.

Fonte: RevistaAZ
© 2013-2021 Diário de Caraíbas - Todos os direitos reservados.