Ministério Público denuncia acusado de ter assaltado lojas de CD

A Promotoria de Justiça da Comarca de Batalha ofereceu Denúncia contra o suspeito de arrombamento e roubo da loja Zezinho CDs, na praça da Sapucaieira, do município de Batalha, crime ocorrido no dia 26 de abril, por volta das 00h30min. Foi denunciado Luís Ferro do Lago Neto(conhecido como Travesso). O Ministério Público do Piauí pede que o acusado seja condenado.

Consta no documento, que Travesso, aproveitando-se da ausência de vigilância direta, subtraiu para si ou para outrem, com arrombamento, em prejuízo da vítima Francisco José Alves Vieira, proprietário da empresa Zezinho Cds, 23 (vinte e três) aparelhos celulares de diversas marcas e, ainda levou 01 (uma) mochila Tac.

De acordo com o Inquérito Policial nº 017/2014, o acusado aproveitando-se do horário noturno, e da ausência de vigilância direta da vítima, escalou o imóvel, destelhando-o e quebrando as ripas, adentrando àquele local, apoderado-se dos bens acima descrito. Ao chegar à loja na manhã seguinte, a mulher da vítima constatou o arrombamento do prédio, bem como o sumiço dos bens. Ao consultar as imagens do sistema de vigilância do comércio, constatou-se que o acusado praticara o crime, razão pela qual, contactada a família do acusado, esta providenciou a devolução de 14 (catorze) dos 23 (vinte e três) aparelhos celulares furtados.

Luís Ferro, vulgo Travesso(foto), foi denunciado como incurso nas penas do artigo 155, parágrafo 4º, inciso I do CP. A pena é de reclusão de 2 (dois) a 8 (oito) anos, e multa.
O acusado já responde processo por destruir, parcialmente, uma das portas da viatura policial de Batalha ao ser preso por embriaguez ao volante, em 2013. Na época ele foi enquadrado em quatro artigos:  306, do Código de Trânsito Brasileiro e dos arts. 331 e 163, parágrafo único, na forma do art. 69, do Código Penal.

Veja sentença da juíza!
https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/1469a63ea060740a?projector=1

Longah.com

Comentários