Campanha de vacinação contra HPV atingiu 90% da meta no município de Batalha‏

O câncer de colo de útero é o segundo mais frequente entre mulheres, logo após o câncer de mama, e faz por ano milhares de vitimas fatais em todo o País. Atenta a essa realidade, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou entre o período de 10 de março a 10 de abril, uma campanha de vacinação contra o Papilomavírus Humano (HPV).
A vacinação era destinada a meninas de 11 a 13 anos e foi aplicada em todas as escolas públicas e privadas e nas unidades de saúde do município de Batalha. Após o dia 10 de abril, a vacina poderá está disponível apenas em ocasiões especiais que ainda serão definidas. De acordo com a secretaria Municipal de Saúde em Batalha a meta era vacinar no município 880 adolescentes. Durante um mês foram vacinadas 90% desse total.
O câncer de colo de útero apresenta forte potencial de prevenção e cura quando diagnosticados precocemente, por meio de consultas e realização de exames periódicos, como o Papanicolau.
Segundo Ana Célia da Coordenação de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Batalha, a vacina previne infecções dos tipos virais e consequentemente o câncer de colo de útero, reduzindo a carga da doença. “A vacina contra o HPV é indicada para pessoas que nunca tiveram contato com a doença, sendo destinada exclusivamente à utilização preventiva, não tendo efeito nas infecções pré-existentes”, afirmou a mesma.
Lembrando que a vacina é uma ferramenta de prevenção primária, assim ela não substitui o rastreamento do câncer, nem confere proteção contra outras doenças sexualmente transmissíveis, portanto é importante o uso do preservativo nas relações sexuais.
Assessoria de Comunicação - PMB







Comentários