Jornalista diz que repórter do CQC teria falado mal de Esperantina

O jornalista Gil Sobreira declarou no Facebook que o repórter do CQC, Oscar Filho, teria rotulado Esperantina como uma “cidade de merda”. O jornalista piauiense e o repórter da Band foram às vias de fato na manhã desta segunda-feira (12/02), enquanto a equipe do Programa CQC exibido na Rede Bandeirantes, estava gravando uma matéria para o quadro Proteste Já.
Eu o abordei para falar sobre a cidade e ele acabou me confundido como se fosse alguém do prefeito”. Na conversa, ele chamou a cidade de merda e disse a ele que não admitiria isso. Ao pegar na gravata do repórter, ele acabou levantando o braço e me azunhando”, disse Gil Sobreira.
No Facebook, o jornalista Gil Sobreira disse que foi o primeiro a ser agredido pelo repórter do ‘CQC’. “Fui agredido por esse arremedo de comediante chamado Oscar Filho e mostro o exame de corpo de delito. Desafio que ele faça o mesmo. Não pode mostrar porque não foi agredido, é ma afirmação digna de seu caráter, portanto, mentirosa.” concluiu.
O jornalismo da RevistaAz conversou com um produtor do programa, que acompanha o repórter em Esperantina e o mesmo negou a suposta declaração ofensiva de Oscar Filho.
Ambos fizeram o exame de corpo delito no Hospital Regional Dr. Júlio Hatman em Esperantina e em seguida, os envolvidos na confusão registraram um B.O. na 13ª delegacia de polícia.
No Twitter, Oscar Filho publicou uma foto dentro da delegacia em Esperantina e declarou que o primeiro “Proteste Já” deste ano no CQC vai ser emocionante.
A nova temporada do programa na Bandeirantes começa dia 17 de março.



RevistaAZ

Comentários