[ListLayout]
×

Documentário sobre a história de Caraíbas

Caraíbas, surgiu, há muitos anos atrás, não se sabe ao certo o ano, mas calcula-se que tenha sido entre 1910 a 1920. E seu nome é devido à tribo indígena das Caraíbas, que viveram nesta região antes da colonização portuguesa.

Caraíbas pertencia à área da Data Macambira e só se tornou assentamento 1988, devido a um acordo entre a Diocese de Parnaíba e o INCRA, pois segundo a crendice popular, as terras que formavam esta localidade pertenciam a santa Nossa Senhora do Carmo.

Os primeiros habitantes de Caraíbas foram: Anastácio Costa, Maria Galvão, dona Ventura, Chico Vicente, Virtude, João Maria e João Luis.

1932, foi um dos anos mais marcante da história de Caraíbas, foi o ano em que ocorreu a mais terrível e destruidora das secas já vistas nesta localidade.

Esta seca maltratou todos os seus habitantes, chegando a matar vários animais e as pessoas sobreviveram comendo frutos silvestres como: Mucanã, Croata, coco de macaco e pau de tução.

A primeira igreja foi fundada pelo Padre Lotário entre 1980 a 1985 e o padroeiro é São Miguel Arcanjo. Antes e durante a construção da igreja o Santo Padroeiro ficou sobre os cuidados do Sr. Raimundo Soares e dona Maria Teodora, cerca de 4 anos e 4 meses.

Antes as missas eram celebradas debaixo da mangueira onde morava o Sr. Antonio Gomes Lima e Alvina e também nas mangueiras do olho D’água.

As primeiras catequistas da igreja foram Maria Luisa Gomes (in memória), que cuidava muito bem da capela enfeitando-a com suas flores. Tinha ainda Maria Cordeiro e a tesoureiro dona Odete.

Os festejos eram comemorados com apresentações do Corpo de Cristo, Passeatas iluminadas entre outras.

O processo educacional desta localidade iniciou-se por volta de 1960, quando o Sr. João Gomes contratou um professor por nome Oliveira para lecionar para seus filhos e vizinhos.

Logo depois o Sr. João Gomes foi contratado pelo então prefeito da época o Sr. Antonio Machado Melo para dar continuidade ao processo educacional desta localidade, lecionando em uma palhoça (casa de palha)

Em 1982 o projeto Vale do Paraíba fez a doação da terra e de julho a agosto do mesmo ano no governo do Sr. Humberto Lopes Tabatinga iniciou-se a tão esperada construção da Unidade Escolar Joana D’arc Castelo Branco.

Que recebeu este nome em homenagem a mãe do então prefeito da época, sendo a mesma inaugurada em 1 de março de 1985. Em 1998 houve a abertura do ginásio com duas turmas de 5ª séries.

A energia elétrica só chegou a esta localidade em 1998, através do governador Mão Santa e o prefeito da época João Messias.

Hoje Caraíbas conta com cerca de 401 habitantes; 2 igrejas, sendo uma católica e uma protestante; 4 lojinhas de confecções; 5 bares; 3 comércios; 1 lanchonete; 1 oficina; 2 lojas de materiais de construções.

Caraíbas conta ainda com um posto de saúde com atendimentos médicos, de enfermagem e odontológico, que foi construído e inaugurado, em 25 de julho de 2007, pelo prefeito da época Antonio Lages.

O posto de saúde recebeu o nome do Sr. João Gomes, em homenagem a esta pessoa que muito contribuiu para a educação Caraibense.

Comentários