[ListLayout]
×

Amaro e Adão juntos novamente!


Amaro Melo (PTB) diz que não vota no vice-governador Zé Filho (PMDB), e sim em Wellington Dias (PT).

Algumas lideranças políticas de Batalha não esperavam por esta, nem mesmo o PTista Adão Araújo, atual presidente da sigla vermelha no município. Reunido com alguns amigos, influentes na política (Shammara Maria (PR), Nonato Silva(PTC), Assis Laureano, e outros), no último final de semana, o ex-prefeito de Batalha Amaro Melo (PTB) declarou que não vota no vice-governador Zé Filho (PMDB), caso este venha mesmo concorrer ao posto maior do estado. “Quem votar no Zé Filho não quer o bem para o Piauí”, avisa Amaro.
Caso se confirme a aliança que estaria se formando, com os três senadores, para as eleições de 2014, Amaro Melo poderá estar no mesmo palanque com os ptistas Adão Araújo, Patrícia Vasconcelos e Médico Elexandro Fontes, tudo isso por causa de uma suposta aliança estadual entre PTB e PT repetindo a chapa de 2008, onde o Wellington foi candidato ao governo e JVC ao senado, ambos vitoriosos.

A diferença deste cenário para o anterior é à entrada do PP (Partido Progressista) para a indicação do segundo maior posto do Estado, ou seja, Wellington (PT) sairia candidato ao governo, Ciro do PP indicaria o vice-governador e o João Vicente (PTB) seria candidato à reeleição para o senado. Desta forma, o vereador Augusto César (PP), também estaria no mesmo barco com AM.

Este zum zum zum já circula nos bastidores da política mafrense, e muita gente questiona: "Como pode Adão e Amaro juntos novamente?" Pode sim, na política tudo pode!


Fonte: Folha de Batalha
Edição: Arnaldo Francisco

Comentários