Lucka é o primeiro bebê a nascer na Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa

Às 9h55 deste domingo (26), na Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa, nasceu o pequeno Lucka Ghael, pesando 2,980kg e medindo 51cm. O primeiro parto da maior maternidade pública do Brasil aconteceu no Centro Obstétrico. Os pais já faziam o acompanhamento da gestação no ambulatório da NMDER.

A avó de Lucka Ghael, Cintia Pereira, conta que a filha começou a sentir as dores do parto ainda na noite de sábado (25). “Coloquei ela para caminhar mais um pouco, para aumentar a dilatação. Já na madrugada, as dores aumentaram e, quando as contrações ficaram mais fortes, viemos para a maternidade, onde recebemos todo o atendimento dos médicos e enfermeiros. O parto foi muito rápido. Só tenho a agradecer a toda a equipe, que nos atendeu super bem, desde a nossa chegada”, disse.

A mãe de Lucka recebeu atendimento no apartamento PPP (pré-parto, parto e pós-parto) e recebeu assistência, o tempo todo, de médicos obstetras; da equipe multiprofissional, como enfermeiros obstetras, psicóloga, técnicos de enfermagem; e ainda de neonatologista, para auxiliar quando a criança nascesse.

“A paciente chegou na Nova Maternidade em trabalho de parto avançado. Internamos, acompanhamos todo o trabalho de parto e o Lucka nasceu às 9h55 de parto normal. Foi um parto muito tranquilo, muito emocionante e toda a equipe já estava preparada para realizar o atendimento completo da mãe e do bebê”, destaca a obstetra Marcele Avelino, ao frisar que a mãe e o bebê seguem estáveis e estão em acompanhamento de pós-parto para logo serem transferidos a uma das enfermarias da nova maternidade.

A Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa é referência em atendimento a gestantes e bebês de 0 a 2 anos de alto risco, por meio da oferta de serviços de saúde especializados de qualidade e totalmente custeados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

"Este momento é um marco significativo para a saúde em nosso estado. Com grande alegria, recebemos Lucka Ghael como o primeiro bebê desse novo capítulo, entregando assistência realizada por uma equipe capacitada e em um ambiente hospitalar completamente equipado com tecnologia de ponta", destaca o secretário de saúde, Antonio Luiz.

PROCESSO DE TRANSFERÊNCIA

Além de Lucka, outros bebês e suas mães já estão na Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa. O processo de transferência foi iniciado neste domingo com quatro pacientes da antiga maternidade. Esse processo está sendo realizado de forma planejada e gradativa, até que todos os pacientes sejam transferidos.

Vale destacar que o atendimento da Nova MDER não é porta aberta. Para ser atendido na unidade, é necessário que o(a) paciente seja referenciado(a) por meio do sistema de regulação.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.