Galo gigante é erguido no Recife e volta a reinar após dois anos sem carnaval

Após dois anos sem carnaval por causa da pandemia da Covid-19, o Galo gigante, símbolo da festa em Pernambuco, voltou a reinar na Ponte Duarte Coelho, no Centro do Recife. A alegoria gigante foi erguida por volta das 22h desta quinta-feira (16), aos gritos de "sobe, sobe" e "Galo, eu te amo" das pessoas que presenciaram esse momento tradicional da folia.

Fazendo história, a alegoria ficou pronta mais cedo neste ano. Ao todo, 58 peças formam a estrutura de 28 metros de altura, o equivalente a um prédio de nove andares. Neste ano, a alegoria, assinada por Leopoldo Nóbrega e Germana Xavier, homenageia os povos pretos e pardos.

Para marcar a subida do "Galo Preto Ancestral", houve apresentação do bloco Afro Daruê Malungo, grupo considerado pioneiro na preservação da cultura de matriz africana e berço de inspiração para artistas como Chico Science e Nação Zumbi, expoentes do movimento Manguebeat.

O Galo gigante dá o recado para o carnaval deste ano e para todos os dias do ano: “Recife Sem Racismo”. Na base da escultura, pode-se encontrar um QR Code que leva a uma plataforma da prefeitura em que qualquer pessoa pode denunciar casos de preconceito racial.

Fonte: G1
Foto: Kamila Nunes/g1

[]Confira a matéria completa

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.