Piauí terá primeiro hospital público para tratamento de câncer

O Hospital da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) iniciou, nesta quinta-feira (22), a construção das futuras instalações do Instituto do Amor, o primeiro hospital 100% público do Piauí, com a finalidade de tratamento de câncer. Segundo a UFPI, a previsão de duração das obras é de 11 meses a partir da data de hoje (22).

A instituição informou que a obra foi licitada pelo Ministério da Saúde e avaliada em cerca de 13 milhões de reais, sendo 9 milhões destinados à estrutura física e os outros 4 milhões voltados para adquirir equipamentos de radioterapia.

Durante o lançamento da pedra fundamental, o Reitor da UFPI, Gildásio Guedes, ressaltou a importância que o Instituto representa não só para a Universidade, como também para a sociedade piauiense. “O espaço será dedicado tanto ao tratamento de câncer de modo gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS), como ao desempenho de atividades de ensino, pesquisa e extensão dos nossos alunos da UFPI. Então, estamos aqui hoje para demonstrar nosso apoio com essa necessária obra”, afirmou.

Para o Superintendente do HU-UFPI, Paulo Márcio Nunes, o dia de hoje foi histórico, uma vez que será implantado o 1º serviço de radioterapia pública do estado do Piauí. “Estamos obtendo o equipamento de radioterapia mais moderno do mundo. Assim, a obra que se inicia hoje é apenas o embrião do Instituto do Amor que nasce como anexo do Hospital Universitário”, frisou.    

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.