Climatologista explica causa do temporal que deixou destruições em Batalha

Os intensos temporais com vendavais que atingiram algumas cidades do Piauí, e nesta última quinta-feira (03) deixou diversos estragos em Batalha, tem uma explicação e o Diário de Caraíbas conversou com o climatologista Werton Costa para entendermos melhor.

De acordo com Werton Costa, o volume de chuva que o Piauí vem apresentando de Norte a Sul é resultado da atuação de uma frente fria. “Todo esse volume de chuva que o Piauí vem apresentando de norte a sul, ele é resultado da atuação de um sistema atmosférico bastante extenso e poderoso, chamado frente fria”, contou o climatologista.

Werton explica que, essa é a segunda frente fria que acontece entre o final do mês de outubro para o início do mês de novembro. A segunda frente fria de primavera.

“Estamos falando de um corredor de nuvens onde, umidades que se formam no Atlântico Sul, próximo da Antártica, continente gelado, e tem o poder de baixar a temperatura e provocar instabilidades ou chuvas”, disse Werton.

O climatologista explica ainda que, no nordeste, a frente fria não consegue baixar a temperatura por causa da área de latitude baixa onde a insolação e o calor são constantes. “Aqui ela [frente fria] tem o papel de transportar uma umidade que em contato com o nosso excedente de calor vai provocar a formação de nuvens essenciais para chuva”, ressaltou.

Esse é um sistema que já está atuando a alguns dias provocando chuvas inicialmente no extremo Sul, na faixa da Matopiba e progressivamente ele está subindo. “Subiu para o médio Parnaíba, para grande Teresina e sob o vale do Longá”, destacou.

Werton conta ainda que, esse é um sistema de vida curta e que nos próximos dias deve começar a perder força. Ele ressalta que essa frente fria não faz parte do período chuvoso.

“Porém ele é um sistema de vida curta, episódico que nos próximos dois dias ele deve começar a perder força, vai diminuir os volumes chuvosos, vai alterar a distribuição dessa chuva. Ele não faz parte do período chuvoso, não faz parte da pré temporada, é o que nós podemos chamar de um sistema extemporâneo totalmente fora de época, porque frente fria ela se manifesta com maior rigor no inverno”, finalizou o climatologista.

Arnaldo Silva

Diretor-geral de jornalismo, colunista e repórter de política e municípios do Diário de Caraíbas.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.