"Os problemas no município são grandes demais", diz prefeito Zé Luiz do Frango

Em discurso na manhã desta sexta-feira (1º), durante solenidade de assinatura da ordem de serviço para a reforma e ampliação da Unidade Escolar Dom Severino, na localidade Cedro, zona rural de Batalha, o prefeito José Luiz Alves Machado, conhecido como Zé Luiz do Frango (Progressistas), falou que os problemas no município batalhense são grandes.

“Os problemas no município são grandes demais, a Saúde para funcionar bem não depende só daquele Posto de Saúde (da localidade), da equipe do posto, mas de vários fatores”, disse o prefeito.

Zé Luiz do Frango iniciou o seu discurso ressaltando que o município está caminhando para sair do passado. “Nós estamos caminhando para sair desse passado, nós estamos caminhando para ir para o futuro. E um futuro onde qualquer um de nós, qualquer família, vai perceber que o futuro é bom”, ressaltou.

O gestor do poder executivo municipal destacou que a educação é uma das áreas mais prejudicadas. “A educação, essa que foi a mais prejudicada de todas, por conta do passado. Essa que vai ser difícil, que é complicada. Os problemas são grandes demais”, argumentou.

“O passado atrasou a gente demais, não só na Saúde, na Educação, na Ação Social, na Agricultura, mas atrasou foi tudo [...] Um município grande igual Batalha sem infraestrutura, como é que funciona?”, enfatizou.

Ao se referir sobre a localidade Cedro, o prefeito falou que a região tem dois problemas seríssimos, que segundo ele, são problemas de muito tempo e que nenhum outro gestor nunca resolveu.

“Nessa região temos dois problemas seríssimos, de muito tempo e ninguém nunca resolveu e é importantíssimo para essas famílias que moram aqui. Como é que vocês vão ter uma educação melhor, saúde melhor, uma ação social melhor, como é que vocês vão viver melhor, se esses dois problemas não forem resolvidos? Pelo menos esses dois”, destacou.

O prefeito se referiu às pontes da localidade Cachoeira e a passagem molhada da localidade Macambira, que em períodos chuvosos ficam intrafegáveis. “Como é que vem uma equipe médica para cá, como que vem uma educação que funciona todo dia, como é que se um de vocês adoecerem vão conseguir chegar à cidade” disse.

O gestor ainda acrescentou que o tempo parou não só para a comunidade Cedro, mas para todo o município batalhense. “Será se o tempo parou só na comunidade Cedro, na comunidade Curral ou só para essa região? O tempo parou foi para o município inteiro”, acrescentou.

Ainda durante o seu discurso, o prefeito Zé Luiz do Frango pediu paciência para a população e ressaltou que a solução é todos se unirem. “Vamos ter paciência, esse passado atrasou a gente demais, não tem como resolver tudo ali rápido não, infelizmente, não tem. Eu gostaria que todo mundo que me procurasse que fosse à minha casa, que eu pudesse resolver o problema deles. A solução é unir todos os setores do governo, todas as Secretarias, também que todas as comunidades se unissem com o governo. O prefeito não consegue fazer as coisas rápidas, se não tivermos unidos não vamos resolver”, finalizou.

Confira o discurso na íntegra

Arnaldo Silva

Acadêmico de Jornalismo na Universidade Federal do Piauí. É Diretor-geral de jornalismo, repórter de política e municípios do Diário de Caraíbas.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.