[ListLayout]
×

Wellington Dias afirmou que, eleito, decretará emergência na Segurança Pública

Wellington Dias (PT) votou na escola Monsenhor Raimundo Nonato Neto

Acompanhado da candidata a vice-governadora Margarete Coelho (PP) e do candidato ao senado Elmano Ferrer (PTB), Wellington Dias (PT) votou na escola Monsenhor Raimundo Nonato Neto, no bairro Morada do Sol, zona Leste de Teresina. O candidato a governador pelo PT afirmou que se for eleito decretará estado de emergência e calamidade na segurança pública e na saúde do Estado. "Neste ano cerca de 300 pessoas foram assassinadas no Piauí e na saúde publica que falta até insulina para os diabéticos", disse Wellington Dias.

"Agora é esperar a vontade de Deus e do povo, tanto eu quanto o nosso candidato ao senado Elmano Férrer, a vice Margarete Coelho e a presidente Dilma que conosco fizeram a campanha estamos com a consciência tranquila de ter feito a nossa parte, confiando no povo. O povo deseja o melhor para o Piauí, e que se Deus quiser a escolha seja a nossa vitória, estou confiante nisso e vamos honrar a confiança do nosso povo”, declarou.

Ao votar na escola Lauro Correia, em Parnaíba (PI), o governador e candidato à reeleição Zé Filho (PMDB) voltou a criticar o Partido dos Trabalhadores e afirmou confiar na vitória no primeiro turno. 

Depois de passar a manhã deste domingo (5) acompanhando a votação em Teresina, Zé Filho foi até sua seção eleitoral acompanhado do candidato a vice, Sílvio Mendes (PSDB), da esposa e candidata a deputada estadual, Juliana Moraes Souza (PMDB), do candidato a senador Wilson Martins (PSB) e membros de sua equipe de campanha. 

"Mesmo antes de assumir como governador do Estado, como presidente da FIEPI, já havíamos denunciando esse descaso mesmo com um governo do PT, e o candidato do PT não tem uma solução para o nosso caso. Esperamos que o povo do Piauí possa dar hoje essa resposta a esse descaso", declarou Zé Filho em Parnaíba.

Comentários