Batalhense pede ajuda para translado do corpo da filha que faleceu em SP

A batalhense Flávia Pereira pede ajuda para que possa trazer o corpo da sua filha recém-nascida, Aylla, que faleceu por complicações de saúde aos sete dias de vida. Flávia, o marido e dois filhos, de 4 e 8 anos, moram atualmente em Osasco/SP, e são da localidade Caraíbas II, zona rural de Batalha/PI.

Segundo a mãe de Flávia, Maria de Fátima, que reside em Caraíbas II, à pequena Aylla faleceu vítima de uma infecção intestinal. Ela chegou a ser internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

“Quando a bebê veio para o colo da mãe, já veio vomitando e passou o dia e entrou pela noite assim, os médicos diziam que podia ser um líquido que ela poderia ter ingerido da mãe, mas o caso foi se agravando e a colocaram na UTI”, disse a avó de Aylla.

Quem puder ajudar basta depositar qualquer quantia por meio do Pix; 063.475.143-38 (chave CPF) no nome de Flávia Pereira. O velório da pequena Aylla deve ocorrer em Caraíbas.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.