Dois vereadores são cassados em processo de candidatas-laranja em Parnaíba

O juiz eleitoral Georges Cobiniano Sousa de Melo cassou nesse ultimo domingo (20), o mandato de dois vereadores eleitos em 2020 no município de Parnaíba/PI, sob acusação de serem eleitos em uma chapa com candidaturas fictícias.

Os parlamentares impactados pela decisão são Taylon Oliveira de Andrade e Francisco de Assis de Sousa Oliveira, ambos do Partido Republicano da Ordem Social (Pros). A legenda irá recorrer da decisão.

No processo que tramita no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, há o indicativo de que três candidatas a vereadoras da chapa do PROS de Parnaíba colocaram seus nomes à disposição sem ter a intenção de disputar os cargos; o mecanismo teria apenas o intuito de fazer com que a legenda atingisse o número mínimo de candidaturas femininas, como exige a lei, o que configuraria uma fraude na cota de gênero.

Assim, o magistrado levou em conta que as três mulheres teriam 'candidaturas fictícias', determinando que os votos recebidos pela chapa do PROS fossem anulados e os vereadores eleitos pelo partido tivessem os seus diplomas devidamente cassados.

*Com informações do portal Meio Norte

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.