Beijar-Flor vence e Tuiuti, que levou 'Temer vampiro', fica em 2º no Rio

Com o enredo "Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu”, a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis é a grande vencedora do carnaval do Rio de Janeiro. Em segundo lugar ficou a Paraíso do Tuiuti, apenas um décimo atrás da primeira colocada.
As duas escolas levaram para a avenida importantes enredos de protesto, retratando a desigualdade do país e como as decisões políticas afetam a vida dos cidadãos.
"O povo sempre tem razão. A voz do povo é a voz de Deus. Foi muito sofrimento, mas valeu a pena. A crítica do que acontece com nosso país, a desigualdade, muitos sem nenhum e poucos com muito", disse Neguinho da Beija-Flor, interprete oficial da escola.

Já a Paraíso do Tuiuti, escola de São Cristóvão, garantiu a sua volta por cima depois do acidente na avenida ano passado, que causou a morte de um radialista. Desenvolvendo na Sapucaí o enredo "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?", a escola levou os paneleiros, a ala dos "guerreiros da CLT" e até o presidente Michel Temer de "vampiro".
Foram rebaixadas as escolas Grande Rio e Império. As escolas foram avaliadas nos quesitos alegorias e adereços, bateria, fantasia, samba-enredo, comissão de frente, evolução, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira e enredo.

Fonte: 180graus
© 2013-2021 Diário de Caraíbas - Todos os direitos reservados.