Últimas

latest

Presídios do Piauí já tiveram cinco mortes de presos só este ano

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

/ por Equipe do Blog
Os presídios do Estado do Piauí já registraram cinco mortes de detentos em suas dependências este ano, é o que afirma a vice-presidência do Sindicato dos Agentes Penitenciário do Estado (Sinpoljuspi). A última ocorreu nesta terça-feira (14), quando um preso de nome Francisco das Chagas da Silva, foi encontrado morto numa cela da ala seis da Penitenciária Mista de Parnaíba.

Francisco cumpria pena por homicídio praticado em 2016 em Parnaíba e estava preso desde o dia 29 de novembro do ano passado. A direção do presídio ainda não sabe informar o que causou a morte do detento, mas o vice-presidente do Sinpoljuspi, Kleiton Holanda, informou que ele foi encontrado com várias escoriações pelo corpo a acredita em agressões antes do óbito.

“Houve uma discussão na ala seis, seguida de uma agitação por parte dos presos, e quando os agentes chegaram para conferir do que se tratava, já encontraram o detento caído no chão com o corpo cheio de hematomas. Ainda não sabemos qual deles foi o responsável por aquilo, mas pelas circunstâncias, parece ter tido a participação de mais um preso no ocorrido”, relata Kleiton Holanda.

Em nota, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou que está apurando a morte de Francisco das Chagas da Silva. O Instituto Médico Legal e a Polícia Civil foram acionados para conduzir a perícia e as investigações. Na nota, a Secretaria afirma ainda que a equipe de Assistência Social da Penitenciária Mista de Parnaíba está auxiliando nos procedimentos junto à família do detento.

Quinta morte em pouco mais de dois meses

A morte de Francisco das Chagas da Silva já é a quinta que se registra nos presídios do Piauí desde o começo do ano até agora. O primeiro óbito ocorreu no dia 12 de janeiro, quando o preso Humberto Hilton Fernandes de Moraes foi morto quando estava sendo transferido com outros sete detentos para a Penitenciária Vereda Grande. Humberto foi asfixiado quando estava dentro do carro-cela, pronto para seguir para Floriano, onde fica o presídio.

Cinco dias depois, em 17 de janeiro, o preso Rosemberg Silva Costa, de 29 anos, foi encontrado morto dentro de uma cela do Pavilhão C da Casa de Custódia, em Teresina. Por conta da agitação dos outros detentos, os agentes tiveram que efetuar alguns disparos para cima para poder controlar a situação.

Já no último dia 02 de fevereiro, o preso Messias Araújo Carvalho foi encontrado morto numa cela do pavilhão H da Casa de Custódia. Seu corpo estava pendurado ao teto por uma corda, com vários hematomas nas costas.

Em conversa com o PortalODia.com, o vice-presidente do Sinpoljuspi informou ainda que, na semana passada, um preso veio a óbito na Casa de Custódia em decorrência de complicações num quadro de tuberculose. “Isso é um problema de saúde pública, porque é uma doença infectocontagiosa e o detento teve contato com outros presos e, inclusive, com agentes. Então é preciso repensar, discutir as falhas nesse sistema para evitar que casos como esses voltem a acontecer”, concluiu Kleiton Holanda.

Por: Maria Clara Estrêla
Portal ODia

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seleções do editor
© Todos os direitos reservados
Feito com por AF Design