Governador abraça Dilma em Brasília e em nota diz: 'tese do golpe venceu'

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), divulgou nota após o Senado aprovar, por 61 a 20, o impeachment da agora ex-presidenta Dilma Rousseff (PT). Para o gestor, a tese do golpe, defendida pelos aliados de Dilma, agora foi confirmada. 

Na nota, o governador reafirma que a alegação de crime de responsabilidade fiscal não foi confirmada. E com isso, a Constituição foi descumprida.

Wellington Dias está em Brasilia (DF) e recepcionou Dilma Rousseff na despedida do Palácio da Alvorada. 

Veja a nota na íntegra

NOTA GOVERNADOR WELLINGTON DIAS SOBRE IMPEACHMENT

A votação do processo de impeachment hoje, ao decidir que a presidenta Dilma não perde os direitos políticos e atividades públicas, mostra o que ouvi de muitos neste processo que votaram pela cassação do mandato dela: 'A presidenta Dilma não cometeu crime de responsabilidade'. Então, a Constituição não foi cumprida. Que nome podemos dar a isso? A tese do golpe venceu. Na prática, 54.501.118 votos para Dilma foram anulados por 61 Senadores sem que ela cometesse nenhum crime. O projeto de governo que o povo escolheu em 2014 foi para lata do lixo e o que perdeu toma posse.

A história vai revelar quem perde com este golpe à democracia.


Wellington Dias


 CidadeVerde