Piauí já registrou 3 casos de Zika vírus e 6 mil de Dengue em 2015

Os casos de Zika já são realidade no Piauí. O Estado registrou este ano 3 ocorrências da doença, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde. O vírus é pontado como um possível causador da microcefalia, má formação congênita em que o cérebro do bebê não se desenvolve de maneira adequada.

O Zika vírus foi identificado pela primeira vez no Brasil em abril. É transmitido pelo mesmo vetor da dengue, o mosquito Aedes aegyti. Os principais sintomas da doença são febre intermitente, erupções na pele, coceira e dor muscular. Apesar das semelhanças, o zika vírus é muito menos agressivo que o vírus da dengue.

Se os casos de Zika são considerados baixos, os da Dengue já passam de 6.000 no Piauí. Duas mortes foram confirmadas pro critério laboratorial. Segundo a Sesapi, foram 41 notificações de casos de Dengue com sinais de alarme e 22 casos notificados de Dengue grave, sendo 19 confirmados. Os dados foram contabilizados até o dia 5 de novembro.

Força Tarefa Microcefalia

O Piauí já registrou 27 casos de microcefalia. Por conta disso, a Sesapi  está montando uma força tarefa para levantar dados sobre a real situação do estado com relação à incidência de bebês com microcefalia. Dos 27 casos, 22 foram registrados na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), quatro na Maternidade Wall Ferraz e um na Maternidade Santa Fé. O sinal de alerta veio de ocorrências no Estado de Pernambuco, onde foram registrados 160 casos da doença somente em 2015. CidadeVerde.com
Arnaldo Silva

Acadêmico de Jornalismo na Universidade Federal do Piauí. É Diretor-geral de jornalismo, repórter de política e municípios do Diário de Caraíbas.

Postar um comentário

Postar um comentário

Os comentários não representam a opinião do portal e são de responsabilidade do autor.