Piauí já registrou 3 casos de Zika vírus e 6 mil de Dengue em 2015

Os casos de Zika já são realidade no Piauí. O Estado registrou este ano 3 ocorrências da doença, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde. O vírus é pontado como um possível causador da microcefalia, má formação congênita em que o cérebro do bebê não se desenvolve de maneira adequada.

O Zika vírus foi identificado pela primeira vez no Brasil em abril. É transmitido pelo mesmo vetor da dengue, o mosquito Aedes aegyti. Os principais sintomas da doença são febre intermitente, erupções na pele, coceira e dor muscular. Apesar das semelhanças, o zika vírus é muito menos agressivo que o vírus da dengue.

Se os casos de Zika são considerados baixos, os da Dengue já passam de 6.000 no Piauí. Duas mortes foram confirmadas pro critério laboratorial. Segundo a Sesapi, foram 41 notificações de casos de Dengue com sinais de alarme e 22 casos notificados de Dengue grave, sendo 19 confirmados. Os dados foram contabilizados até o dia 5 de novembro.

Força Tarefa Microcefalia

O Piauí já registrou 27 casos de microcefalia. Por conta disso, a Sesapi  está montando uma força tarefa para levantar dados sobre a real situação do estado com relação à incidência de bebês com microcefalia. Dos 27 casos, 22 foram registrados na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), quatro na Maternidade Wall Ferraz e um na Maternidade Santa Fé. O sinal de alerta veio de ocorrências no Estado de Pernambuco, onde foram registrados 160 casos da doença somente em 2015. CidadeVerde.com
© 2013-2021 Diário de Caraíbas - Todos os direitos reservados.