Piauí desperdiça 52% de água tratada, antes de chegar às torneiras

O Piauí desperdiça 52% da água tratada antes mesmo de chegar às torneiras dos consumidores. A informação é do Ministério das Cidades, após estudo realizado em 2013. A pesquisa revela ainda que o estado aparece como o 8° do Brasil em desperdício de água nas residências. A pesquisa aponta que o ideal é que o desperdício fique abaixo de 20%.

A principal causa do desperdício da água que não chega ao consumidor é o vazamento em adutoras, redes, ramais, conexões e reservatórios da prestadora de serviço responsável pelo abastecimento.

O superintendente Metropolitano da Agência de Águas e Esgotos do Piauí (Agespisa), Orlando Ayres, admite que o sistema da empresa é velho, principalmente no centro de Teresina. "Nós temos redes com mais de 40 anos. Parte foi substituída, outra parte ainda não, principalmente os ramais", explica.

Entretanto, o superintendente culpa ainda as ligações clandestinas realizadas na cidade. "As perdas e desperdícios que temos é a diferença entre o que nós produzimos e o que nós faturamos, o que tem sua parcela de vazamentos, mas também perdas de faturamento, que acontece, em sua maioria, devido às ligações clandestinas, os desvios, os famosos gatos", aponta.

O Piauí produz, em média, 250 milhões de litros de água por dia, mas o faturamento é feito apenas sobre 116 milhões de litros, revelando o desperdício de 52,03% do volume na distribuição. 

Cultura do desperdício

O Ministério das Cidades também apontou que o consumo de água por pessoa também aumentou em relação ao ano anterior. Cada habitante piauiense consome 166,3 litros por dia. A média do desperdício é:
- Torneira gotejando: 46 litros/dia
- Escovar os dentes por 5 minutos com a torneira aberta - 12 litros
- Lavar louça com torneira aberta - 110 litros
- Lavar carro com mangueira - 560 litros / 30 minutos
- Lavar calçada com mangueira - 280 litros
- Banho de 15 minutos com chuveiro elétrico - 144 litros
Ministério das Cidades

Comentários