Operação Carnaval da PRF fará bafômetro em todo o Piauí

A Polícia Rodoviária Federal inicia na próxima sexta-feira, 13, a Operação Carnaval 2015. Durante o período das festas de Momo, a PRF modifica o planejamento das ações realiza desde o dia 12 de dezembro, dentro da operação Integrada Rodovida e adapta a fiscalização para as características do trânsito no período carnavalesco até a quarta-feira de cinzas (18).

No Piauí, a intensificação da fiscalização se dá já nesta segunda-feira (09). As unidades do interior do Estado já estão orientadas a reforçar o combate ao excesso de velocidade, ultrapassagens perigosas e embriaguez. "A antecipação faz parte de uma estratégia de posicionamento das viaturas antes do deslocamento do folião no Piauí, com o objetivo de reduzir acidentes e levar sensação de segurança às pessoas e tem dado certo aqui no Estado", destacou o inspetor Fabrício Loiola do núcleo de comunicação da PRF.


Um dos principais focos da PRF é a ingestão de álcool pelos condutores e por isso a fiscalização será com etilômetros em dias, horários e locais onde já foram registrados mais ocorrências de acidentes em anos anteriores.


"Historicamente, o Carnaval é o período mais crítico do calendário de operações da PRF, ao lado do Natal e Réveillon. Porém, é mais violento em decorrência do uso abusivo de álcool. Por isso, um dos principais focos da PRF será a fiscalização com etilômetros. Informações fornecidas pelo setor de estatísticas como dias, horários e locais em que há mais ocorrências de acidentes subsidiam o planejamento para o posicionamento estratégico das viaturas e a definição de comandos específicos", justifica o inspetor.


Em janeiro de 2014, houve 236 acidentes nas BR's do Piauí e um ano depois foram 194, representando uma redução de 17,79%.


Todas as viaturas com etilômetro


Todas as viaturas de serviço estarão equipadas com medidores de alcoolemia. Por isso, a fiscalização de embriaguez nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento e durante qualquer abordagem em que haja suspeita por parte do agente fiscalizador. A Operação Integrada Rodovida prevê, ainda, a fiscalização simultânea por parte dos diversos órgãos de trânsito, cada qual nas vias de sua circunscrição.


É importante lembrar que, após as mudanças na Lei Seca, não existe mais tolerância para a quantidade de álcool no organismo de quem dirige. Qualquer traço etílico verificado é suficiente para o motorista pagar uma multa de R$ 1.915, ter a carteira suspensa e ser impedido de seguir viagem.


Durante o período do carnaval o foco da PRF continua sendo nas condutas responsáveis por elevados índices de letalidade. Por isso, além da embriaguez ao volante, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas e o não uso do capacete. 


Fonte: Cidade Verde

Comentários