[ListLayout]
×

Campanha alerta para alto risco de unir moto e bebida

O Detran e a Secretaria de Saúde do Estado lançam neste final de semana uma campanha na intenção de reduzir os acidentes com motos. Os anúncios chamam atenção para os altos riscos da perversa associação entre bebida e o ato de pilotar, enfatizando que a união entre moto a álcool implica "queda na certa" e, daí, em graves consequências como amputação de membros, paraplegia e até a morte.

"Muita gente usa moto como se fosse um brinquedo e nunca acredita no risco real e muito alto de danos graves", alerta o diretor do Detran, Antônio Vasconcelos. Ele sublinha a importância de destacar esses riscos no conteúdo da campanha. "Não dá para colocar panos mornos sobre esse tema e precisamos recorrer a uma linguagem mais chocante para sensibilizar as pessoas. É inegável: unir a moto com o álcool é ter muito pouco apego à vida, porque invariavelmente misturar álcool e direção resulta em acidente grave", diz.

A campanha começa neste final de semana também como alerta para quem vai brincar o carnaval. É nesse período que acontecem o maior número de acidentes com veículos, onde os casos envolvendo motos representam mais de 70% dos registros. "A moto é um grande veículo, mas há um descaso enorme com a segurança e as consequências costumam ser dramáticas", destaca Vasconcelos. Ele adverte para o uso do capacete. "Antes de ser um item obrigatório por lei, é imprescindível pela segurança do usuário", observa. No caso do álcool, não combina nem com moto nem com qualquer outro tipo de veículo.

O diretor do Detran diz que a campanha vai incluir material para rádio, TV e veículos impressos, além de outdoor e publicações para distribuição direta, como folder e leque. Depois do carnaval, a campanha terá uma nova fase, incluindo ações noturna nas áreas de bares e restaurantes. "A gente quer que as pessoas se divirtam, mas de forma consequente, sem irresponsabilidade", diz Vasconcelos.


Folha de Batalha

Comentários