Conselho encontra problemas nas escolas do município


O presidente do conselho do FUNDEB, José Luiz Teixeira começou na manhã de ontem (11), a fiscalização das escolas da rede municipal na zona rural do município. Acompanhando o presidente estavam mais dois conselheiros professora Shammara Maria e Luiz Bela. Como todos sabem a missão do Conselho do Fundeb é ajudar na tarefa de utilizar bem o dinheiro público, realizando o acompanhamento e controle social sobre a distribuição, a transferência, o planejamento e a aplicação dos recursos do Fundo.
A equipe conseguiu visitar sete Unidades Escolares: U. E. da Frexeira, U. E. Gonçalves Dias (Carpina II), U. E. Carpina I, U. E. Dom Pedro II (Poção), U. E. Baixa Verde, U. E. Edson Araújo (Cana Brava) e U. E. Magno Pires I (Cortado). O Conselho também quer saber como está sendo gerenciado o Programa Mais Educação nas escolas.
O conselho presenciou e ouviu as reivindicações dos funcionários das escolas desde salário atrasado, falta de estrutura e funcionário em algumas unidades. As diretoras e professoras desmotivadas, reclamam dos salários atrasados. Delas com até 5 meses sem pagamento, outra professora observa que o Mais Educação é um excelente programa, “más é preciso ser trabalhado com mais seriedade”, se não, só atrapalha a vida escolar do aluno.
De posse das informações, o conselho fará um relatório e encaminhará à prefeitura municipal para resolver de forma urgente os problemas encontrados. As fotos abaixo mostra como anda a Educação no município.
Na escola do Poção um grande problema, a casa onde funciona o quadro de força elétrica que alimenta a bomba do poço tubular não tem porta e fica dentro do pátio da escola onde as crinaças tem livre acesso. Perigo à vista.
Escola do Poção:  Forro incompleto nas salas, ventiladores quebrados e a cantina está servindo de sala de aula, pois aquela unidade recebeu os alunos da ESCOLA FECHADA do Carpina I. As auxiliares fazem a merenda das crianças em um local improvisado atraz da escola.

Escola do Cortado: Os funcionários reclamam que falta um vígia, lá funciona o Mais Educação e uma casa que será coberta de palha de palmeira será o refeitório.

Aquia baixo é a escola da Freixeira, no depósito pequeno fica a merenda escolar junto com material de limpeza.


Fonte: Acesse Piauí
Edição: Arnaldo Francisco



© 2013-2021 Diário de Caraíbas - Todos os direitos reservados.