[ListLayout]
×

Casos de Zika cresceram 36 vezes no Piauí

O ministério da Saúde anunciou, na quinta-feira, que os casos de Zika tiveram um crescimento de 3.616%, no Piauí, em 2016, em relação a 2015, enquanto no mesmo período houve um aumento de 13.393% de casos de chikungunya no Estado e uma redução de 31,6% nos casos de dengue.

De acordo com os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti, no Piauí foram registrados neste ano 223 casos de Zika contra 6 casos registrados no ano passado. Os casos de chikungunya tiveram um crescimento dos 15 casos registrados em 2015 para 2094 casos registrados em 2016 no Piauí. Os casos de dengue no Piauí caíram de 7.516 casos, registrados em 2015, para 5.144 registrados neste ano.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que, em 2015, houve subnotificação dos casos de chikungunya e Zika porque eram doenças novas com muitos de seus sintomas desconhecidos.

Neste ano foram registradas três mortes causadas por problemas neurológicos decorrentes da chikungunya, Zika e dengue, sendo uma de cada. No ano de 2015, foram registradas duas mortes por dengue.

O Ministério da Saúde anunciou que os casos de chikungunya tiveram um crescimento de 850% em 2016, e que o ano de 2017 terá ainda mais casos. De acordo com o ministro Ricardo Barros, foram 251.051 casos da doença neste ano, contra 26.435 em 2015 - os registros superam os de zika no mesmo período, com 208.867 notificações e 3 mortes.

Em 2016, morreram 138 pessoas por chikungunya, enquanto que, no ano passado, foram seis óbitos. O pico da doença ocorreu em março. "É uma estatística. Nós tivemos uma infestação maior e esperamos que esse resultado alerte as pessoas para se protegerem mais", afirmou.

Meionorte.com

Comentários